Pages

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Lembrança e desapego


O ano de 2010 chegou e diga-se de passagem já entrou com o pé direito. Meu reveillon foi inesquecível e mais do que surpreendente, mas esse pode ser um assunto para uma outra
ocasião.

Hoje eu estava em casa já suando em bicas por causa desse tempinho super abafado do Rio de Janeiro e impaciente com o calor e com a bagunça, resolvi fazer uma boa arrumação nas coisas que ficaram pendentes em 2009. Decidi que esse ano vai começar de forma mais tranquila!
Não digo tranquilo no sentido de morno porque acho que não nasci para o meio termo, ou as coisas são ou não são, o sentido de morno parece ser algo que nunca é por completo. Um relacionamento que é morno, por exemplo, pode ser considerado meio frio ou meio quente e que eu saiba morno não foi e nunca vai ser grande lá grande coisa.
Mudando de assunto e voltando para minha arrumação de 2010, hoje começei a jogar um monte de coisas fora. Encontrei papéis velhos, adesivos que já perderam a cola, cds sem capa, disquete, canetas que não funcionam, óculos sem perna, chaveiros mega antigos, cartões de dentista e etc, papeizinhos de cartão de crédito de mil anos atrás, enfim tinha de tudo e olha que nem cheguei na metade da arrumação.
As melhores lembranças separei numa seção que nomeei de "Memories", lá eu coloquei várias coisinhas importantes e bobas que recebi durante minha vida como:

Cartinhas de namorados e admiradores antigos
Pedaço de caixa de bombom e fitilho de bouquet de flores de namorados
Cartinhas que eu fiz pra mim mesma com 13 anos de idade com questionamentos sobre a alma gêmea e que eu não conseguiria responder até hoje.
Vários cartões de flores que recebi do meu pai ( ele ganhou o prêmio do envio de flores e cartões na minha seção...rs)
Cartinhas e bilhetes de amigas do segundo grau
Boletim de colégio também do segundo grau
Um desenho que fiz pra minha psicóloga onde me desenhei com um piercing no umbigo e ainda fiz uma setinha escrita- gostaria de ter (detalhe que eu coloquei meu piercing eu tinha uns 16 anos)
O convite de aniversário de 15 anos da minha prima que hoje tem 24 anos.
Duas fotos autografadas do cantor Belo (sim meu passado me condena!!!)
Foto do meu tio querido que se foi...
Poemas antigos de março de 2004.
Na mesma folha do poema uma listinha de coisas a fazer. Passam-se os anos e a minha mania de fazer listas do que eu tenho que fazer nunca passa. Não sou metódica, muito pelo contrário sou até bem esquecida e por isso até hoje faço as listinhas. Elas estão por toda parte: nos cadernos da escola, de faculdade e em papeizinhos avulsos.
Achei também um texto com um diálogo que apresentei no curso de férias de teatro.
Uma coletênea de textos que eu recortava da revista do Globo da minha autora favorita: Martha Medeiros.
Na hora em que me vi no meio daquilo tudo pensei que mudamos muito com o tempo, mas também conservamos muito do que éramos na infância, adolescência e juventude.
Nessa onda de me desapegar de coisas inúteis e conservar aquelas que quero lembrar pra sempre resolvi também fazer uma bela "limpa" no meu armário. Doeei algumas roupas e me senti até mais leve com isso. Afinal de contas minhas gavetas não estavam mais fechando e tinha roupas que eu já não usava há anos e guardava com pena de me desfazer.
Vira e mexe faço essas "faxinas", mas demora bastante até eu tomar coragem de arrumar tudo e hoje foi um dia daqueles cheio de disposição e desapego.
Hoje a lixeira ficou lotada, me desfiz de tanta coisa que não consigo nem imaginar aonde cabia tudo aquilo, acho que se eu tivesse espaço físico guardaria muito mais. Ainda assim o que não cabe aqui em casa ou se desfaz com o tempo eu acabo guardando em outro lugar, um que é muito mais especial e que comporta muito mais do que papéis ou recortes.

3 comentários:

Nova Quahog disse...

a gente sempre esquece!

Jonathan disse...

Ahh, achei uma graça seu blog, e a meu ver você parece ser uma pessoa super meiga e de bem com a vida.

Eu tmb gosto de coisas estranhas rsrs

Eu tenho mania de guardar coisas velhas, até papéis de bala, mas as vezes me da uma louca e jogo tudo fora, mas as melhores lembranças sempre guardo no coração, e o que que tiver de material guardo com muito carinho e amor. Muita sorte em seu blog e um ótimo 2010.

OBS: Também sou do Rio de janeiro rs

Passe em meu blog: http://librianodoamor.blogspot.com/

Rodolfo Soares disse...

Opa...
Que o ano continue bom! e que melhore pra mim hehehe

Abraços
www.borarir.com